8413240692 Especialista em Síndrome do Túnel Cubital

SÍNDROME

DO TÚNEL CUBITAL

A Síndrome do Túnel Cubital é uma doença que se caracteriza pela compressão do nervo cubital ou nervo ulnar na altura do cotovelo, causando dormência e formigamento na mão e/ou no dedo anelar e mínimo, dor na mão ou no interior do cotovelo e fraqueza no aperto de mão.

CAUSAS

Cerca de 10-30% dos casos são idiopáticos, ou seja, não é possível identificar uma causa. As causas mais frequentemente identificadas são:

  • Compressão direta do nervo a nível do cotovelo pelo posicionamento do braço ou pelo espessamento das estruturas à volta do nervo ou pela presença de um músculo “extra” sobre o nervo que o impede de funcionar normalmente;

  • Estiramento do nervo pelo posicionamento prolongado do cotovelo em flexão, que origina diminuição da área do túnel e aumento da pressão no seu interior;

  • Subluxação do nervo com a mobilização do cotovelo, que causa irritação do nervo;

  • Sequelas de trauma do cotovelo;

  • Artrose do cotovelo;

  • Alterações metabólicas (ex: diabetes).

A Síndrome do Túnel Cubital está frequentemente associada à atividade profissional (doença ocupacional), sobretudo em profissões em que o trabalhador passa muito tempo com os cotovelos fletidos, sendo o risco agravado se os cotovelos estão apoiados numa superfície dura.


TRATAMENTO
O tratamento inicial da Síndrome do Túnel Cubital é conservador, com repouso, medicação anti-inflamatória para a dor e aplicação de gelo. À medida que os sintomas iniciais melhoram, o paciente pode fazer atividades leves, limitando as repetições e a intensidade.
Fisioterapia pode melhorar sua força e estabilidade. 


Quando os tratamentos conservadores não trazem resultados, várias opções cirúrgicas estão disponíveis. Quando a dor é o principal sintoma e não há instabilidade, o cirurgião pode simplesmente realizar uma artroscopia do cotovelo usando uma pequena câmera para avaliar a articulação do cotovelo por dentro. Este procedimento permite que quaisquer fragmentos de tecido, esporões ósseos ou bordas desgastadas sejam limpos e removidos. Se o ligamento está muito enfraquecido pode ser necessária a reconstrução do ligamento colateral ulnar, com substituição do ligamento lesionado por um enxerto de tendão retirado de outro lugar do corpo, geralmente da perna ou antebraço.

Informações com fins educativos. Agende uma consulta com o Dr. Tadao para que ele possa fazer o correto diagnóstico e indique o melhor tratamento para seu caso.

  • Instagram

© 2018 por Consutti para Dr. Wilson Tadao Tachibana

Médico Ortopedista  CRM 129.454

Site com caráter educativo. Nenhuma informação deve ser utilizada com fins de diagnóstico e não substitui a avaliação clínica completa realizada por um médico.

ENTRE EM CONTATO

__

Telefone (16) 3372-8544

WhatsApp (16) 99137-9191

Atendimento segunda a sexta

Das 8 às 19h

CONSULTÓRIO

___

r

Rua Quinze de Novembro, 1038

Parque Santa Mônica

São Carlos - SP